Categorias
Destaque Notícias Turismo

Cabo Frio investe no Ecoturismo e inaugura sinalização de trilhas sustentáveis

O projeto foi planejado pela Secretaria Municipal de Turismo

As trilhas ecológicas no município de Cabo Frio têm como finalidade aproximar o visitante do ambiente natural, despertando o interesse pela natureza e principalmente pela observação científica e conservação da biodiversidade.

O Projeto ‘Trilhas Sustentáveis’, desenvolvido em 2020, foi planejado pela Secretaria de Turismo, validado pelo Conselho Municipal de Turismo e executado em ação conjunta com Secretaria de Meio Ambiente, Parque Estadual Costa do Sol – INEA, Guarda Marítima e Ambiental e COMSERCAF/Ecomix, com o intuito de se tornar referência em modelos de trilha em unidades de conservação, fortalecendo a prática do Turismo da Natureza e promovendo a conscientização a partir de placas identificativas, interpretativas e informativas sobre o local, além de incentivar o uso de QR codes.

As trilhas do projeto são instrumentos de educação ambiental, tornando efetiva a integração socioambiental, proporcionando o conhecimento dos recursos naturais e a valorização do ecossistema com um modelo diferenciado de sinalização rústica, produzida por artesão local, com a utilização de matéria prima composta de madeiras reaproveitadas de uso doméstico e/ou coletadas em estaleiros.

O projeto também busca tornar as trilhas sustentáveis um espaço que pode ser compreendido e sentido pelo visitante, ao mesmo tempo fomentando a economia local e agregando valor ao ambiente utilizado de forma consciente.

No dia 13 de novembro, em homenagem ao aniversário da cidade, foi inaugurada a trilha do Farol da Lajinha. E nesta terça-feira (15), em uma condução restrita, exigência deste período de pandemia, foi inaugurada a sinalização da trilha do Morro do Vigia, no bairro Peró.

Sobre o Morro do Vigia
O Morro do Vigia separa naturalmente a Praia do Peró da Praia das Conchas e é ligado ao continente por uma faixa de areia. De acordo com o escritor Elísio Gomes, estudioso da história marítima local, também conhecido em documentos antigos como Morro do Vigia dos Ingleses, serviu mesmo como ponto de vigia, local utilizado pelos corsários ingleses para ficarem vigiando o horizonte marinho a fim de se anteciparem à chegada dos navios portugueses.

O nome Morro do Vigia também está associado à pesca artesanal praticada com canoas e redes, na qual o vigia da pesca fica no alto do morro “vigiando” o cardume e orientando os pescadores no mar quando do lançamento da rede, a direção do cardume e espécies avistadas.

O local pertence ao Parque Estadual da Costa do Sol Anita Mureb, uma unidade de conservação de proteção integral da natureza e possui uma vasta diversidade de fauna e flora, além de afloramentos rochosos de valor científico inestimável, contendo um exemplo raro de preservação do patrimônio natural de extrema importância para o Brasil.

A trilha é do tipo circular e o caminho indicado por setas amarelas, possui os seguintes atrativos: Mirante das Conchas, Mirante do Peró, Pesqueirinho e Buraco do Sargo.

Categorias
Destaque Meio Ambiente Notícias Turismo

Trilha beneficente será realizada em Cabo Frio

Nem só de belezas naturais vive Cabo Frio. O cenário paradisíaco da lha do Japonês e do Farol da Lajinha vai ser palco de uma trilha do bem. Organizada pelo projeto “O Saber Fora da Sala de Aula”, o evento vai ser realizado no sábado (30). O ponto de encontro será às 8h, no estacionamento da ilha. Para participar basta levar um brinquedo novo ou usado, em boas condições. O evento é aberto ao público.

As inscrições para a trilha beneficente podem ser feitas pelo telefone (22) 9.9968-4791. O passeio terá duração de no máximo três horas. As doações arrecadadas serão entregues ao Orfanato Aldeia Feliz, em São Pedro da Aldeia, no dia 15 de dezembro. A orientação da organização é ir com roupas leves e levar água para hidratar.

O “O Saber Fora da Sala de Aula” existe desde 2014 e um dos braços de um outro projeto chamado “Sinaliza_Ação”, realizado pela professora de Geografia, Laillah Patrício, que trocou o ambiente fechado da sala de aula por trilhas ecológicas. O passeio começou voltado para estudantes e depois foi aberto à comunidade.

“Durante minhas aulas de geografia comecei a trabalhar a educação ambiental em qualquer tema geopolítico, fazendo com que os alunos compreendessem que somos inteiramente dependentes do meio natural. Comecei a apresentar minhas expedições e experiências na vida acadêmica (aulas passeio), tentava passar cada sensação vivenciada, apelei para fotos e vídeos, tudo isso em uma sala de aula, então surgiu a ideia das trilhas”, explicou.

Quem participar da trilha irá desfrutar de uma paisagem exuberante. O Farol da Lajinha foi construído em 1913 e é um dos mirantes mais bonitos de Cabo Frio e tem cerca de 7 metros de altura. A trilha é fácil e tem cerca de 2 km e saindo da entrada da Ilha do Japonês. No alto do mirante é possível avistar a cidade de Arraial do Cabo, Praia do Forte de Cabo Frio, Ilha do Japonês e Praia Brava.