Abolição da escravatura é tema de evento promovido pela Superintendência de Promoção à Igualdade Racial


Para lembrar os 131 anos da Abolição da Escravatura no Brasil, a Superintendência de Promoção à Igualdade Racial (Suppir) de Cabo Frio realizou nesta segunda-feira (13), um debate com o tema “Abolição Inacabada”.

O evento, aberto ao público, aconteceu no auditório da sede da Prefeitura, reunindo representantes da matriz africana, historiadores, comunidades quilombolas e ciganas, para debater a Lei Áurea, assinada em 1888, pela princesa Isabel. Na ocasião, também foram discutidas leis que tangem à comunidade negra e novas leis para representar o movimento negro, povos e comunidades tradicionais do município.

Durante o evento, a superintendente de Promoção à Igualdade Racial, Raphaela Fellove agradeceu a participação de cada um dos presentes, entre o público e os debatedores e falou sobre a importância do evento.

“Ainda não há o que comemorarmos nesta data. Embora tenhamos avanços, ainda temos muito a realizar. Com este debate, tentamos colaborar com a abolição da escravatura de verdade, garantindo voz à população negra”, afirmou.

Na ocasião, a subsecretária de Cultura, Heliamar Reis, provocou uma reflexão sobre igualdade de direitos e convidou todos os presentes a aderir à luta contra a desigualdade social, explicitada no preconceito contra negros, indígenas, ciganos, quilombolas e membros da comunidade LGBT; e também sobre a ausência de leis que tratem dos direitos dessa parte da sociedade.

“Este ato que promovemos se deve ao número insignificante de leis que temos no município que tratam da população negra, já que são apenas quatro. Queremos ouvir a sociedade civil, em parceria com o poder público, para que sejam criadas novas leis e, assim, tenhamos amparo legal”, explicou.

Ao final do evento, foram criadas três propostas de projetos de leis que serão encaminhadas à Câmara Municipal através da Superintendência de Promoção à Igualdade Racial.

 

Sem classificação

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: