Coordenadoria de Posturas reprime irregularidades no fim de ano em Cabo Frio


Com a cidade repleta de turistas, não faltou trabalho para a equipe da Coordenadoria Geral de Posturas no feriado da passagem de ano na cidade. Nas praias, os agentes também marcaram em cima os ambulantes que não tinham autorização para trabalhar ou que cometeram algum tipo de irregularidade.

Em toda a cidade, entre os dias 29 de dezembro e 2 de janeiro, foram feitas 45 notificações e 50 apreensões, a maior parte delas de produtos vendidos por ambulantes sem licença. Desse total, oito churrasqueiras para assar queijo coalho foram retidas pela equipe de fiscais. Na madrugada de terça-feira (1), a equipe de fiscalização deu apoio a uma operação em conjunto com a Coordenadoria de Ordem Pública e Polícia Militar, que resultou na apreensão de 25 caixas de som.

Para ajudar a promover o ordenamento nas ruas e praias da cidade, foi concluída, no último dia 28, a segunda e última etapa do recadastramento dos vendedores ambulantes. Ao fim do trabalho, foram emitidos dois mil crachás. Apesar do horário de funcionamento da sede da Coordenadoria de Posturas encerrar às 17 horas, todos os trabalhadores foram atendidos e a entrega dos documentos estendeu-se pela noite.

“A equipe da Coordenadoria de Posturas de Cabo Frio nunca trabalhou como agora. O pessoal está com muita garra de fazer o melhor pela cidade. Transformamos um setor que era mal visto num lugar de respeito e organização. Desde 2014 não era feito recadastramento e conseguimos reduzir o número de trabalhadores de quase 6 mil, boa parte deles que atuava de forma ilegal e vindos de outras cidades, para 2 mil”, explicou o coordenador Alexandre Lopes.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

DestaqueFiscalização de PosturasNotícias

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: