Educação e Saúde consolidam parceria inédita para tratamento de alunos com desvios nutricionais


As Secretarias Municipais de Educação e Saúde instituíram uma parceria inédita que oferecerá tratamento terapêutico integrado para alunos da rede municipal de ensino diagnosticados com desvios alimentares. A iniciativa foi oficializada entre as pastas em agosto e os atendimentos foram iniciados nesta semana. A ação, que é mais uma conquista da nova gestão municipal, é desenvolvida pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), gerenciado pelo departamento de Nutrição da Secretaria de Educação. O propósito é promover a educação alimentar e a saúde nutricional dos estudantes.

A iniciativa consiste na avaliação, diagnóstico e encaminhamento terapêutico para alunos com desvios alimentares, como baixo peso, bulimia, anorexia, sobrepeso, obesidade, entre outros. A avaliação é feita por nutricionistas da Educação, que fazem o levantamento dos diagnósticos e, junto às escolas, encaminham os alunos para triagem e tratamento no Centro de Saúde Oswaldo Cruz (para menores de 13 anos) ou no Centro Municipal de Alimentação e Nutrição – Ceman (para maiores de 13 anos).

A triagem é feita por meio de um questionário respondido por alunos e responsáveis e, identificada a origem do transtorno, o paciente é encaminhado para o tratamento adequado. A terapia é integrada, feita de maneira interdisciplinar entre nutricionistas, psicólogos e médicos, incluindo psiquiatras. Os profissionais estudam o caso e dialogam em conjunto sobre os caminhos terapêuticos mais indicados para cada um.

A última avaliação antropométrica, que mede o Índice de Massa Corporal (IMC), compreendeu um universo de 290 alunos de quatro escolas da rede, com idades entre 7 e 17 anos. O resultado apontou que a maioria está dentro da normalidade de peso para estatura prevista pelo IMC. No entanto, desse total, 97 estudantes foram diagnosticados com desvios, sendo 16 com baixo peso, 40 com sobrepeso e 41 com obesidade.  Aqueles que foram identificados com alguma disfunção já estão sendo acolhidos pela Saúde e encaminhados para as especialidades indicadas pela triagem. A avaliação dos resultados obtidos pelo tratamento está prevista para novembro deste ano.

A nutricionista Fabiana Rosa Alves, da secretaria de Educação, que também é responsável técnica pelo PNAE do município, comemora a iniciativa. “Essa parceria multidisciplinar é muito positiva e uma grande conquista para os alunos. Estender o trabalho de educação alimentar e nutricional para a saúde é maravilhoso, já que na Educação não podemos acompanhar os alunos no ambulatório, onde eles podem receber o tratamento necessário”.

Segundo a coordenadora de Nutrição da Secretaria de Saúde, Regina Coeli Moraes Marques, a parceria também é uma conquista para a pasta, já que converge com uma das ações da Saúde, que é a diminuição da obesidade infantil no município. “Esse trabalho é muito importante, uma vez que nós identificamos um número considerável de alunos com obesidade. Muitas vezes, a própria família não percebe o que está acontecendo, por isso o olhar de um profissional é fundamental. No entanto, é imprescindível a adesão dos responsáveis para que o tratamento seja efetivo”.

Para que o acompanhamento seja possível, é necessário que os responsáveis acolham a proposta. O trabalho de Educação Alimentar possibilita que os alunos tornem-se multiplicadores de informação em suas famílias, ampliando os benefícios para as comunidades. Com a mudança dos antigos hábitos para uma postura alimentar consciente, as doenças que atingem as populações também diminuem, especialmente aquelas que têm relação direta com uma alimentação nociva, como diabetes e hipertensão.

A Gerência de Nutrição da Secretaria de Educação também promove ações de Educação Alimentar nas escolas, planejadas para atender as necessidades diagnosticadas em cada unidade. A próxima avaliação antropométrica será realizada na terça-feira (4), às 9h, na E.M.E.I. João Trajano, localizada no Residencial Monte Carlo – Condomínio Minha Casa Minha Vida (Bairro Jardim Esperança). Na ocasião, cerca de 70 crianças, com idades entre 1 e 5 anos, serão avaliadas por nutricionistas da secretaria de Educação.

O Centro de Saúde Oswaldo Cruz fica na Rua Florisbela Pena, S/n – Braga. O Ceman fica na Rua Prof. Edílson Duarte, 141 – Jardim Flamboyant.

DestaqueEducaçãoNotíciasSaúde

Secretaria de EducaçãoSecretaria de Saúde

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: