Cabo Frio aposta em tecnologia e novos atrativos para alavancar atividade turística

Ordenamentos e capacitações também ganharam mais atenção com a atual gestão da Prefeitura

O setor de turismo voltou a se desenvolver em Cabo Frio. Desde janeiro do ano passado, quando o governo José Bonifácio assumiu a gestão da Prefeitura, os investimentos foram reativados para movimentar a economia, sem descuidar das regras de prevenção ao coronavírus. Os primeiros resultados puderam ser vistos na rede hoteleira e em diversas outras categorias comerciais na cidade.

Entre as principais ações, o secretário de Turismo, Esporte e Lazer, Carlos Cunha, destaca a reabertura do pier do Terminal de Transatlânticos. A ação proporcionou um ponto adequado para embarque e desembarque náutico (na maioria lanchas), e também fez com que a cidade tenha novamente a possibilidade de receber transatlânticos, desde que as regras da vigilância sanitária autorizem as escalas.

Outro importante espaço turístico que voltou a funcionar foi o Terminal de Passeios de Barco, no Canal Itajuru. Já o Espaço Cultural do Surfe, na Praça da Cidadania, está sendo preparado para ser reaberto ao público em fevereiro.

“Para isso, fizemos toda a reorganização do acervo em ordem cronológica, de forma a contar a história do surfe no Brasil e no mundo. Também requalificamos todo o entorno do prédio com a produção de um jardim e faremos a instalação da estátua do surfista Victor Ribas, que é um orgulho do esporte cabo-friense”, contou Carlos Cunha.

O ano de 2021 também foi marcado por novidades como o lançamento do “Fale Conosco”, que funciona todos os dias da semana (inclusive aos finais de semana e feriados) pelo número (22) 99620-4055. Já o Inventário Turístico reúne informações atualizadas sobre o setor, com participação aberta ao público no site da Prefeitura.

Em Tamoios, destaque para a formulação do Roteiro Turístico do distrito, com material impresso disponível para distribuição aos turistas, entre muitas outras atividades.

Outro destaque foi a elaboração do projeto de ordenamento das canoas havaianas, além do ordenamento das atividades náuticas. Já as Centrais de Atendimento ao Turista (CAT) passaram por reformulação, com pontos na praça dos quiosques da Praia do Forte, Espaço Cultural do Surfe, Terminal de Transatlânticos e Terminal de Passeios de Barcos.

Além dos CATs fixos, em Tamoios foram instaladas duas centrais temporárias, dentro das duas edições do Expo Mangalarga Marchador, realizado na Fazenda Campos Novos.

O lançamento de um novo site e a criação do aplicativo “Turismo Cabo Frio” deram um salto no atendimento aos visitantes, com a disponibilização em ambiente digital de mapas e informações sobre a cidade, com direito a visitas virtuais aos pontos turísticos do município.

O calendário anual de eventos voltou a ser elaborado com foco em ações para atrair visitantes fora da alta temporada, em acordo com os calendários das cidades de Arraial do Cabo e Búzios, para não haver conflitos de datas.

CAPACITAÇÕES E TURISMO HISTÓRICO E DE AVENTURA

O ano de 2021 também teve muitas capacitações: para os atendentes dos CATs ela acontece de forma periódica. Com foco no turismo histórico, a capacitação para guias de turismo aconteceu através de um curso livre de roteiros históricos.

O Fórum de Turismo debateu o setor de forma participativa e democrática com a sociedade, e contou, ainda, com cursos de capacitação em Ecoturismo, Cicloturismo e Marketing Digital. A programação também teve rodada de negócios e reuniões estratégicas com a direção do Aeroporto de Cabo Frio e representantes das cidades integrantes da Costa do Sol.

O turismo de aventura ganhou mais visibilidade com a instalação dos primeiros trechos da trilha Trans Cabo Frio, e da trilha sensorial da Fazenda Campos Novos, em Tamoios, que mistura aventura e história, já que no trajeto foram instalados QR codes informativos contendo a história da Fazenda e da passagem de Charles Darwin pelo local.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.