Cabo Frio se prepara para instituir Comitê de Saúde da População Negra

Ação faz parte das comemorações da Semana Tereza de Benguela, que termina nesta quarta (28)

O auditório da Prefeitura de Cabo Frio sediou, na tarde desta segunda-feira (26), uma reunião para discutir a criação de um Comitê Técnico Intersetorial de Saúde da População Negra na cidade. Entre as atribuições que serão de responsabilidade do órgão está planejar, elaborar e avaliar propostas de intervenção no que tange à promoção da equidade étnico-racial no acesso de atenção à saúde, envolvendo diversas instâncias e órgãos da administração pública.

A reunião foi mais uma atividade da Semana Tereza de Benguela, organizada pela Coordenadoria Geral de Promoção da Igualdade Racial e promovida em alusão ao Dia Internacional da Mulher Negra, Latino Americana e Caribenha, oficialmente comemorado dia 25 de julho.

Durante o encontro foram debatidos vários pontos para a criação do Decreto Municipal que vai instituir, oficialmente o Comitê Técnico Intersetorial de Saúde da População Negra, que tem como fundamento o Estatuto da Igualdade Racial, a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra, as pactuações oriundas das Conferências Nacionais de Saúde e as definições do Plano Nacional de Saúde, que recomendam a criação de Comissões Técnicas voltadas para o estudo e avaliação das condições de acesso à saúde pública da população negra.

Pautado sobre os pilares da intersetorialidade e da democratização da participação popular nos processos de formulação das políticas públicas, a ideia do governo municipal é que o comitê seja um espaço de diálogo e construção coletiva de propostas e ações com vistas à saúde integral da população negra cabo-friense.

Nesta segunda-feira (26) também aconteceu uma conferência on-line com as psicólogas Bárbara Gonzaga e Sulamita Rangel, com o tema “Saúde Mental da População Negra”. Na terça-feira (27), às 10h, também de forma virtual, será realizada uma oficina sobre mercado de trabalho, com o tema “Empreendedorismo das Pretas”, com as palestrantes Michele Silva e Daiane Pimentel. Na parte da tarde, às 15h, uma oficina de turbante será apresentada aos participantes, com Francine Olegário e Raoana Santos.

Finalizando a programação, na quarta (28), às 10h, uma palestra on-line vai debater o tema “Mulheres Negras na Cultura e na Educação: Uma Luta por Visibilidade”, com Mariana de Freitas, Rafaela Solano e Fábia Pereira.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.