Evento em comemoração ao Dia Internacional da Dança lota Praça Porto Rocha, em Cabo Frio

Público pode apreciar mais de 60 apresentações de bailarinos da cidade e convidados

Sob olhares atentos e emocionados, o público acompanhou nesta segunda-feira (30) mais de 60 apresentações em comemoração ao Dia Internacional da Dança, evento realizado na na Praça Porto Rocha, no Centro. O local ficou pequeno para o mar de gente que foi assistir o espetáculo dos bailarinos de 22 escolas de dança da cidade e convidadas. Os estilos foram variados: ballet clássico infantil e adulto, dança do ventre, danças urbanas, contemporâneo, jazz, tango, bolero e dança de salão.

Organizado pela Câmara Setorial do segmento de Dança, o evento contou também com aulas gratuitas à população.

“Assim foi nosso dia Internacional da dança: platéia lotada. quatro horas e meia de lindíssimas apresentações, nem a chuva dispersou a platéia. Parabéns à Câmara setorial da dança do município. Parabéns diretores,  professores e bailarinos (as) e a todos que direta ou indiretamente se dedicaram para que o evento do dia Internacional da dança acontecesse.”, disse Walkiria Benicia, uma das organizadoras do evento

Segundo o superintendente de Cultura, Matheus Lima, que está à frente das Câmaras desde o início com as Rodas de Conversa, ver o segmento unido e movimentando a cidade dá mais gás para seguir com os trabalhos e projetos da Secretaria de Cultura.

“A Câmara Setorial da Dança provou que essa visão de gestão participativa dá certo. Em um de seus encontros regulares, o grupo solicitou como demanda o apoio da Prefeitura para ceder infraestrutura para realizar o Dia Internacional da Dança, com atrações em praça pública, assim como é comemorado em várias cidades de vários países do mundo. A Secult recebeu a demanda e apoiou a iniciativa protagonizada pelo próprio segmento, apoiado por nós e em parceria com as Secretarias e Coordenadorias de Turismo, Eventos, Ordem Pública e Postura”, contou Mateus.

Ainda segundo o superintendente, em uma força tarefa conjunta, houve resultado dessa mobilização vinda da base, da população artística da cidade. “Parabéns aos artistas da dança que se empenharam tanto para que isso acontecesse. Que inspire os outros segmentos artísticos pois quem colhe os belos frutos é a cidade e a população. Quem passou pela praça, parou. Quem ia ficar pouco, demorou. Quem tomou chuva, continuou. Porque estava bom demais apreciar aquilo tudo”, comemorou.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.