Homenagem a Yemanjá e Nossa Senhora dos Navegantes na Praia do Forte


Ato religioso ocorreu no domingo (2) no Canto do Forte

Cerca de 150 pessoas participaram, neste domingo (2), da homenagem à Yemanjá e Nossa Senhora dos Navegantes, organizada pelas Comunidades Tradicionais de Matriz Africana Ilê Ase Parque São Jorge, Ilê Ase Olufon Deiy e Tenda Umbanda Caboclo Sultão das Matas, da Umbanda e da Igreja Católica Brasileira de São Jorge no Canto do Forte. A comemoração completou 15 anos.

O ato religioso teve início com uma carreata que partiu do Ilê Ase Parque São Jorge contando com 17 carros. No local, os devotos fizeram oferendas durante a cerimônia religiosa com toque de Umbanda em louvor a Iemanjá. Os fiéis da Igreja Católica Brasileira celebraram Nossa senhora dos Navegantes com Missa. Às 17h30, o Sire de Candomblé encerrou as homenagens, com a saída do presente para ser entregue ao mar.

“O evento foi extremamente organizado, leve e muito religioso. Abraçamos todas as pessoas, independente do credo. Levamos nossa homenagem ao ponto turístico mais famoso da cidade a comemoração dos 15 anos da nossa festa a Iemanjá. Agradecemos a Prefeitura, a Coordenadoria, e empresas parceiras pela magnífica estrutura que nos proporcionaram”, comentou André Luís Matias um dos organizadores do evento e Otun Ase do Ilê Ase Parque São Jorge.

Durante o evento, o público presente pode conhecer mais sobre o aspecto cultural e histórico que envolvem a tradição religiosa. Entre as atividades afoxé, samba de roda, jongo, apresentação de ritmos e danças do candomblé.

“As manifestações religiosas são parte da tradição cultural e religiosa do município. Esse ano a Prefeitura apoiou institucionalmente o evento através da Coordenadoria-Geral de Promoção da Igualdade Racial (Cogepir). O governo do prefeito Adriano Moreno se orgulha de trabalhar para que esses direitos sejam respeitados e valorizados”, comentou o secretário de Governo, Miguel Alencar.

Comentários Facebook

DestaqueGovernoNotícias

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE