Respeito ao servidor e melhorias estruturais trazem avanços para a Educação de Cabo Frio

Desde o início do governo, funcionários recebem em dia e as dívidas passaram a ser quitadas

A Rede Municipal de Educação de Cabo Frio ganhou importantes avanços nos primeiros 100 dias do governo José Bonifácio. Entre os destaques estão a liquidação de três folhas salariais em apenas 54 dias, devolvendo ao servidor a garantia de salários antecipados, além do pagamento de dívidas históricas, da realização de melhorias estruturais e da implementação de nova ferramenta pedagógica para o ano letivo de 2021.

Diante do grande desafio de gerir uma pasta tão complexa, o secretário de Educação, Flávio Guimarães, vem buscando resolver antigas demandas da comunidade escolar, mesmo com as dificuldades surgidas em decorrência da pandemia da Covid-19.

“Nossa meta é avançar nas pautas que a comunidade escolar reivindica há anos. A principal delas é o respeito ao servidor, garantindo pagamentos em dia, além de oferecer estrutura adequada para professores e alunos. Sabemos que há muito mais a ser feito, mas com a liderança assertiva que temos, e o empenho das equipes, alcançaremos êxito”, comentou Flávio.

PAGAMENTOS ANTECIPADOS E QUITAÇÃO DE DÍVIDAS HISTÓRICAS

A pauta mais urgente encontrada pelos gestores da Educação foi a regularização do pagamento dos servidores.

“A promessa de campanha do prefeito José Bonifácio era manter o salário dos profissionais da rede em dia, e isso está sendo cumprido”.

Em 83 dias de gestão foram pagos os vencimentos de janeiro, fevereiro e março de 2021 (todos de forma antecipada, dentro do mês corrido), além do salário de dezembro de 2020 e um terço de férias também deixado em aberto pelo governo anterior.

A Superintendência Financeira ainda vem mantendo em dia os pagamentos das respectivas pensões, e regularizou os repasses dos consignados junto às instituições bancárias.

ATUAÇÃO PEDAGÓGICA

O ano letivo 2021, que tem previsão de início para o mês de maio, contará com uma nova ferramenta para diminuir a distância entre professores e alunos, e ainda garantir que os conteúdos sejam aplicados. As soluções estão sendo criadas para que não haja prejuízo aos estudantes enquanto não houver segurança sanitária para o retorno presencial das atividades.

O Google Sala de Aula, que é um sistema de gerenciamento de conteúdo para escolas que procuram simplificar a criação, distribuição e avaliação de trabalhos, já está ativo com a criação de mais de mil turmas. Nesta ferramenta, os estudantes do ensino infantil ao médio serão inseridos para acompanhamento das atividades. A oferta de material em formato de vídeo aulas também fará parte das atividades pedagógicas.

Os professores da rede recebem formação continuamente através de encontros virtuais, abordando os mais variados temas, com destaque para a capacitação sobre os protocolos de segurança no combate à disseminação do coronavírus em ambiente escolar.

A pasta atuou, ainda, na 10ª edição da Semana Teixeira e Sousa com aplicação de conteúdo sobre como abordar a obra do escritor cabo-friense em sala de aula, e a introdução da pauta antirracista nas atividades.

OBRAS E REFORMAS NAS ESCOLAS MUNICIPAIS

Grande parte das unidades escolares de Cabo Frio receberam, desde o início do ano, reparos elétricos, hidráulicos, capina, poda, limpeza de calhas, colocação de portas, instalação de ventiladores e recolocação de fiação naquelas que tinha sofrido furtos.

A reforma estrutural na Escola Municipal Vereador Leaquim Schuindt, no bairro Jardim Esperança, também teve início. A ação prevê reforma dos telhados e forros, das instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, da secretaria escolar, direção, salas de aula, refeitório, cozinha, despensa, lavanderia, sala de informática e sala de professores.

Ainda serão feitas melhorias nas circulações, sala de vídeo, sala Mais Educação, laboratório, revisão das portas e janelas, instalação de iluminação na área externa, execução de estacionamento, reforma da quadra poliesportiva, com construção de cobertura, reforma dos muros e pintura geral da escola. O custo total é de R$ 1.317.815,64 e a previsão de entrega para 180 dias de obra pelo cronograma físico e financeiro.

A escolas municipais Evaldo Sales, Manoel Mendes de Souza, Themira Palmer,
Waldemira Teresa de Jesus e Tosana, além do prédio da Secretaria de Educação, receberam reparos em toda a rede elétrica. E para garantir a segurança, foi solicitado à concessionária o aumento na carga.

Outra novidade é que o CIEP 150 Professora Amélia Ferreira, no bairro Manoel Corrêa, vai atender, neste ano letivo de 2021, alunos das redes públicas municipal e estadual. Isso ocorre graças à parceria com o Governo do Estado, pela qual a gestão da unidade passa a ser compartilhada com a Prefeitura de Cabo Frio.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.