Sobrevoo identifica focos de vetores em Cabo Frio


Ação foi realizada pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde Ambiental em parceria com a Marinha do Brasil

O secretário de Saúde, Iranildo Campos, e a coordenadora de Vigilância em Saúde Ambiental, Andreia Nogueira, sobrevoaram o município de Cabo Frio, na quarta-feira (19), para reconhecimento geográfico das áreas onde se desenvolve ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti. O sobrevoo ocorreu com a colaboração da Marinha do Brasil, por meio da Base Aeronaval de São Pedro da Aldeia.

O Aedes aegypti é transmissor das arboviroses urbanas: dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Durante 1 hora a aeronave percorreu todo o território do município, incluindo o distrito de Tamoios, em busca de possíveis focos desse vetor, como piscinas nas coberturas, por exemplo. Com base nas informações obtidas durante a ação, a Coordenadoria promoverá medidas pontuais para realização do tratamento larvário.

O sobrevoo foi feito, principalmente, em locais onde há maior densidade populacional e em áreas com alto índice de infestação. “Conseguimos visualizar áreas com grande quantidade de entulho. Nos terrenos particulares vamos encaminhar notificação para limpeza, e em áreas comuns atuaremos junto com a Comsercaf”, explicou a coordenadora.

Ainda segundo Andreia, “com a ajuda dessa ação intersetorial, a cidade manteve o índice de infestação em limites aceitáveis como foi demonstrado através do resultado do último Levantamento Índice Rápido de infestação do Aedes aegypti (LIRA)”, explicou a coordenadora.

Comentários Facebook

Sem classificação

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE