Cabo Frio realiza live “Diálogos entre Mulheres” nesta terça-feira (2)

Atividade terá como tema “Diálogos entre Mulheres Negras” e será transmitida nas redes sociais da Prefeitura, às 16h

Nesta terça-feira (2), acontece mais uma edição da série “Diálogos entre Mulheres”, com transmissão pelas redes sociais da Prefeitura de Cabo Frio, a partir das 16h. A atividade, que é mensal e organizada pela Superintendência dos Direitos da Mulher da Secretaria de Assistência Social, terá como tema “Diálogos entre Mulheres Negras”. A atividade integra a programação do Agosto Lilás, mês de conscientização pelo fim da violência contra a mulher.

De acordo com a superintendente dos Direitos da Mulher, Tânia Lopes, a ideia do projeto é realizar a cada mês um encontro com temas e convidados variados. Para esta terça, as convidadas são as psicólogas Ana Paula Santos e Edna Oliveira, além da assistente social Edmilce Maciel e a mediação será feita por Tânia Lopes.

Segundo a coordenadora do CEAM, Ludmila Roque, o objetivo dos debates, especificamente aqueles sobre o racismo, é promover a consciência coletiva de que a mulher negra deve estar em todos os lugares. Ela destacou também a importância da política de cotas, que serve como um instrumento para reparar danos históricos ao povo negro e pontuou ainda que a maioria das mulheres que procuram o equipamento são negras e pardas.

“É preciso que as mulheres negras falem, apareçam, mostrem as suas conquistas. Por isso a importância da política de cotas, pois é uma forma de reparar um dano causado durante séculos de escravidão e que não pode ser irreversível, tem que ser reversível. Então, é fundamental falar dessa data devido a nossa história de escravidão, de luta e conquista do povo negro, que na verdade, é a luta de todos nós porque descendemos de índios, brancos e negros. Então é falar dessa história, é falar de nós”, assegurou Ludmila Roque.

Nos encontros realizados anteriormente pela série Diálogos entre Mulheres, um dos temas foi “Sororidade e Dororidade”, com a professora Cristhiane Malungo, representante do Fórum Estadual de Mulheres Negras do Rio de Janeiro, e Vilma Piedade, escritora graduada em Letras, pós-graduada em Ciência da Literatura, ambos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e criadora do conceito de dororidade.

O outro encontro trouxe como convidada a assistente social e integrante da Rede das Pretas, Laila Costa, para um debate sobre a mulher negra e o enfrentamento ao racismo.

Últimas Notícias

NOTA EXPLICATIVA: Nesta página estão detalhados os lançamentos feitos em nome de ANDRE LUIZ NASCIMENTO VIEIRA E OUTROS, no Exercício de 2021 e MARLLON GOMES DA SILVA TEIXEIRA E OUTROS no Exercício de 2022, feitos de modo sumarizado.

Para consulta dos demais pagamentos de diárias clique aqui. Após informar o ano desejado selecione a opção DESPESAS > DIÁRIAS.

Observação: nos períodos anteriores à 2021 os pagamentos desta espécie eram realizados por meio de Processo Administrativo de adiantamento e prestação de contas por força do Decreto 3.297/2005