Estacionamento da Praia das Conchas volta a funcionar neste fim de semana e custará R$10, mas carros de Cabo Frio estão isentos


Uma reunião nesta manhã de sexta-feira (9) entre representantes da Prefeitura de Cabo Frio, Inea e da empresa São José/Cabo Frio Estacionamento acertou os detalhes para resolver o impasse do estacionamento na Praia das Conchas e Ilha do Japonês. Na reunião, ficou decidido que o estacionamento volte a custar R$10, e não R$20 como estava sendo cobrado, e que veículos com placas de Cabo Frio estão isentos do pagamento. No fim de semana passado, a Prefeitura suspendeu as operações no local porque a empresa não tinha licença para tal.

Estiveram presentes na reunião, que aconteceu na sede da Coordenadoria de Planejamento, representantes da Coordenadoria de Meio Ambiente, Ordem Pública, Secretaria de Mobilidade Urbana, de Desenvolvimento da Cidade, um fiscal fazendário e dois representantes do Instituto Estadual do Ambiente.

A empresa deu entrada no pedido de licenciamento junto ao Meio Ambiente e a mesma foi expedida no fim do dia, como fruto do acordo de cooperação entre os proprietários da empresa dona da área e a Prefeitura de Cabo Frio.

“A partir de amanhã estará tudo organizado e com o preço mais justo para a população. A Prefeitura quer que tudo seja resolvido da melhor forma. É importante ressaltar que para que cabo-frienses não paguem o estacionamento, basta que a placa seja da cidade. Não vai servir comprovante de residência ou conta de luz o que vale é a placa do carro para garantir a gratuidade do estacionamento”, explicou o secretário de Desenvolvimento da cidade, Felipe Araújo.

O ponto de cobrança volta a ser feito no início da área, mas, em contrapartida a Prefeitura pediu que a empresa construísse um pórtico de controle.

“Esse pórtico será construído pela empresa, doado para a prefeitura e a mesma concederá o uso à empresa. O projeto vai ser doado pela prefeitura, vai ser apreciado pelo INEA, e será construído em conformidade com as normas ambientais do Parque Estadual da Costa do Sol. Com isso, teremos a possibilidade de uma melhor apuração da arrecadação do estacionamento pois hoje ela é feita manualmente e o pagamento de imposto é por estimativa de capacidade”, declarou Felipe, que acrescentou que o projeto do pórtico ficará pronto em no máximo 20 dias.

As tendas de cobrança de estacionamento voltam para o meio da rua de forma provisória, mas a Coordenadoria de Postura vai cobrar a taxa de uso do solo. Outra novidade é que uma faixa vai ficar separada para carros que prestam serviços, como taxis, veículos que levam passageiros só para deixar no local, veículos de quiosqueiros e de segurança pública. O Inea também solicitou que a empresa instale sinalização ambiental ao longo da via e que faça também campanhas de conscientização ambiental.

Segunda etapa – Ainda na reunião desta sexta-feira ficou acertado que em uma segunda etapa, quando a empresa disponibilizar a operação de uma jardineira da Ilha do Japonês até a Praia das Conchas, de forma gratuita, o estacionamento custará R$15, até dezembro de 2019.

 

 

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Desenvolvimento da CidadeDestaqueMeio AmbienteNotícias

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: