Inscrições para o 1° Encontro de Observadores de Aves estão abertas, em Cabo Frio

O evento acontece no Parque Ecológico Municipal Dormitório das Garças, na manhã de 11 de dezembro

Buscando estimular a prática do ecoturismo de observação e fotografia de aves residentes e migratórias, será realizado em Cabo Frio o 1° Encontro de Observadores de Aves. O evento acontece no Parque Ecológico Municipal Dormitório das Garças, na Avenida Wilson Mendes, s/n, no dia 11 de dezembro (sábado), a partir das 6h da manhã.

Para participar da atividade, que também busca incentivar a visitação pública consciente aos parques municipais da cidade, basta acessar o link: bityli.com/iHq3S4 e preencher os dados. As inscrições vão até o dia 10 de dezembro. No dia do encontro é importante levar água, protetor solar, utilizar roupas leves, calçados confortáveis, chapéu (boné) e óculos de sol.

Apesar de ser uma atividade antiga na Europa e nos Estados Unidos, o Brasil é um destino famoso, pois possui mais de 1.919 espécies, de acordo com o Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos (CBRO). Cabo Frio, por sua localização geográfica, tem papel importante na migração de espécies de aves aquáticas que encontram no município o descanso e a alimentação necessária para a longa jornada.

Com a multiplicação de comunidades virtuais e a formação de grupos que viajam o país em busca de registros dos seus pássaros preferidos ou de registros inéditos, muitos observadores publicam as fotos no site: “wikiavesbrasil”, um dos maiores do mundo sobre o assunto. De acordo com o portal, somente de Cabo Frio existem atualmente 5423 fotos de aves, num total de 265 espécies registradas de 62 observadores de diversas localidades.

DORMITÓRIO DAS GARÇAS

O Dormitório das Garças é um ecossistema de manguezal revestido de importância especial por estar situado no início da maior laguna hipersalina do planeta em estado permanentemente aberto, e abriga uma população com cerca de 1.400 garças brancas, colhereiros (visitantes sazonais), além de mais 39 espécies de aves. Ocupando uma área de aproximadamente 215.000 m², não recebendo qualquer aporte sistemático de água doce, o parque apresenta relevo plano, clima seco, alta insolação, baixa pluviosidade e ventos constantes.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.