Mais de dois mil servidores municipais fazem o recadastramento do Pasmed

A previsão é de que o programa seja reaberto no primeiro trimestre de 2022

O recadastramento do Programa de Assistência Médica e Odontológica aos Servidores Municipais de Cabo Frio (Pasmed) resultou, até o momento, em 3.764 usuários cadastrados, sendo 2.265 somente de servidores que optaram pela adesão ao programa. O quantitativo geral é parcial, uma vez que a contagem está em fase final de processamento. Depois de ficar um ano e 10 meses parado, a previsão é de que o Pasmed reabra no primeiro trimestre de 2022.

“O recadastramento é de grande importância para a reabertura do Pasmed porque nos dá a dimensão de servidores e dependentes que teremos para atender. A partir deste quantitativo podemos traçar estratégias para melhorar cada vez mais o programa”, explicou Carlos Alberto Cardozo, presidente do Instituto de Benefícios e Assistência aos Servidores Municipais de Cabo Frio (Ibascaf)

A estimativa é de que a contagem final de usuários recadastrados do Pasmed seja concluída até o fim deste mês, bem como a inserção dos dados nos sistemas do Ibascaf e do Pasmed.

Além da conclusão do recadastramento, equipes do Ibascaf também atuam junto aos prestadores de serviço médico para renegociação de dívidas do Pasmed referentes a 2020. Ao todo são 41 processos de pessoas jurídicas e físicas que, somadas, possuem R$ 905.536,85 a receber do programa.

REABERTURA DO PASMED SERÁ EM SISTEMA DE PONTOS

Para viabilizar a reabertura do Pasmed, o Ibascaf adotou o sistema de pontos como forma de atender às necessidades dos usuários do programa e, ao mesmo tempo, admitir o controle dos recursos financeiros.

Após estudos e levantamentos variados, foi estabelecida uma pontuação para procedimentos, consultas e, também, para servidor (120), cônjuge (120) e dependente (20 cada).

Nesse sistema, os pontos do grupo familiar são para uso mensal e não são cumulativos. Devem ser usados conforme a pontuação da cada procedimento e/ou consulta (vide tabela abaixo), sempre dentro do número de pontos do grupo familiar.

Então, um grupo familiar formado, por exemplo, de servidor (120), cônjuge (120) e dois dependentes (40 pontos, sendo 20 para cada um) terá no mês 280 pontos para uso no Pasmed.

Se esse grupo familiar for a duas consultas (médico = 40 pontos / psicólogo = 20 pontos); fizer um exame cardiológico (40 pontos); um exame laboratorial básico (20 pontos), uma ressonância (80 pontos) e um Raio-x (30 pontos) terá usado 230 pontos, ou seja, dentro da margem mensal do grupo familiar.

O total de pontos do grupo familiar também pode ser usado por apenas um membro do grupo, caso seja necessário. Para utilizar o Pasmed, é necessário que servidores e seus dependentes sejam cadastrados no programa.

TABELA DE PROCEDIMENTOS E PONTOS CORRESPONDENTES

QUANTIDADE DE PONTOS
Servidor – 120 pontos
Cônjuge -120 pontos
Filho – 20 pontos

CONSULTAS
Fonoaudiólogo – 20 pontos
Psicólogo – 20 pontos
Médico – 40 pontos
Odontólogo – 40 pontos

FISIOTERAPIA
Qualquer Procedimento (por sessão) – 10 pontos

PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS
Odontologia Preventiva – 10 pontos
Restauração e Tratamento – 20 pontos
Extração (exceto siso) – 30 pontos
Tratamento de Canal – 80 pontos

EXAMES
Laboratoriais Básicos – 20 pontos
Raios-X e Densitometria Óssea – 30 pontos
Ultrassonografia – 30 pontos
Cardiológicos – 40 pontos
Oftalmológicos – 40 pontos
Otorrinolaringologista – 40 pontos
Ultrassonografia com Doppler – 80 pontos
Ressonância Magnética – 80 pontos
Tomografia Computadorizada – 80 pontos
Endoscopia e Colonoscopia – 80 pontos
Eletroencefalogramas – 80 pontos.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.