Moeda Social Itajuru impulsiona a economia no bairro Manoel Corrêa, em Cabo Frio

No primeiro mês, o programa já movimentou mais de R$ 140 mil

Desde que foi implantada no bairro Manoel Corrêa, em Cabo Frio, há pouco mais de 40 dias, a Moeda Social Itajuru vem impulsionando a economia local e proporcionando mais dignidade para as 500 famílias beneficiárias. De 29 de outubro a 02 de dezembro, o consumo total de Itajurus no comércio local foi de R$ 140.845,58, gerando total de 3.107 operações.

Segundo o Instituto E-Dinheiro Brasil, entidade responsável pelas transações financeiras do Programa, de 1º a 30 de novembro foram movimentados em compras, no comércio do Manoel Corrêa, R$ 90.841,15, sendo 91,7% em gêneros alimentícios, 3,3% em farmácias, 1% em serviços e 4% em setores como comércio varejista, atacadista, vestuário e construção civil. Já os comerciantes movimentaram o valor de R$ 16.460,65 para pagamento de boletos de convênios, como água, luz e telefone.

O programa de transferência de renda beneficia 500 famílias em situação de vulnerabilidade social. Cada cartão é carregado, mensalmente, com 200 Itajurus, o que equivale a R$ 200. Desde o lançamento, a Prefeitura já realizou duas recargas nos cartões dos beneficiários.

A comerciante Gerlane Gomes, proprietária de um pequeno hortifruti cadastrado no programa, está comemorando o aumento nas vendas. Segundo ela, antes da Moeda Itajuru o faturamento da loja estava muito baixo, levando-a a pensar em fechar as portas.

“Até 29 de outubro as vendas estavam fracas. Eu cheguei a pensar em desistir. Depois do lançamento da moeda, meu faturamento triplicou e agora eu posso até pensar em contratar mais uma pessoa para me ajudar”, conta Gerlane Gomes.

De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Assistência Social, atualmente, 45 comércios estão aptos para receber a moeda no bairro Manoel Corrêa.

A secretária de Assistência Social, Nilza Miquelotti, afirma que com o sucesso do faturamento dos comerciantes, o número de empreendedores interessados em aderir ao programa vem crescendo gradativamente.

“Das 76 empresas que fizeram o pré-cadastro, 46 estão aptas para receber a Moeda Itajuru. A tendência é esse número aumentar, pois os comerciantes estão começando a entender, confiar e a aderir ao programa”, afirma a secretária.

MAIS DIGNIDADE

Para a dona de casa Ivone do Nascimento, beneficiária do programa, a Moeda Itajuru veio numa hora crucial para a família dela.

“Minha família estava se alimentando só com arroz e ovo. Agora, com os Itajurus, vou poder fazer uma boa compra e melhorar nossa alimentação”, afirma.

Vânia Martins da Silva retirou o cartão dela nesta semana, na Secretaria Municipal de Assistência Social. Emocionada, ela afirma que o benefício vai ajudar muito a família.

“As coisas estão muito difíceis hoje em dia. Eu estou muito agradecida a todos, porque com os Itajurus vou poder comprar comida para meus filhos”, afirma Vânia.

COMO FUNCIONA A MOEDA ITAJURU?

A Moeda Social Itajuru pode ser utilizada em mais de 46 comércios do bairro Manoel Corrêa. Para as compras, os beneficiários devem portar a senha individual (que é intransferível), o número de CPF cadastrado e o cartão. Os 200 Itajurus mensais podem ser usados para a compra de insumos relevantes, como diversos gêneros alimentícios, medicamentos, produtos de higiene e demais itens voltados ao suporte essencial no cotidiano. Como critério de seleção, as famílias beneficiárias do programa social oferecido pela Prefeitura de Cabo Frio possuem cadastro no CadÚnico do Governo Federal.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.