Reunião vai discutir ordenamento do polo gastronômico da Passagem


Nesta quinta-feira (23) a Superintendência de Turismo Histórico e Social da Secretaria de Turismo terá uma nova reunião com empresários do polo gastronômico da Passagem. O objetivo é a criação de uma lei que regulamente todos os demais polos da cidade, criando uma série de regras que ajudem a alavancar essas áreas como destino turístico gastronômico, mas sem causar danos à comunidade onde estão inseridos, respeitando as especificidades de cada local. Desta vez o Ministério Público também estará presente para auxiliar os trabalhos.

Nesta terça-feira (21) um grupo de empresários da Passagem se reuniu com o renomado arquiteto Otávio Raja Gabaglia, um dos responsáveis pela construção da famosa Rua das Pedras, em Búzios, em 1971, transformando-a num dos maiores polos gastronômicos no Estado do Rio de Janeiro. Ele também é responsável pela criação do Porto do Barra, um pequeno polo gastronômico em Manguinhos, também em Búzios, que tem se tornado um novo point de turismo para os amantes da boa culinária.

“Nosso objetivo é transformar a Passagem num polo gastronômico que seja referência tanto pela qualidade da nossa gastronomia quanto pela organização do local, tornando-se um lugar bom tanto para quem nos visita, quanto para quem mora aqui. A ideia é trazer para nós, empresários, a responsabilidade pela revitalização do Largo São Benedito, com projetos de paisagismo e recuperação da praça como forma de contrapartida às mudanças que estão sendo geradas no local, que antes era tipicamente residencial, e hoje está se tornando comercial, mas tudo feito de acordo com as orientações tanto do Governo Municipal, quanto do Ministério Público e, se precisar, também do Iphan”, explicou o empresário André Roque, que há 10 anos comanda uma agência de publicidade no bairro, e agora também está investindo no ramo de gastronomia.

Numa visita rápida, Otávio vislumbrou uma série de medidas que podem ser adotadas tanto para melhorar o atendimento dos bares e restaurantes do espaço, como para a questão da acessibilidade de veículos, tanto de quem apenas visita o espaço quanto dos próprios moradores.

“A Passagem é um dos bairros mais lindos de Cabo Frio. E, como arquiteto, posso garantir que é possível investir neste espaço como polo gastronômico sem abrir mão do charme e da beleza, exatamente como fizemos em Búzios, na Rua das Pedras e no  Porto da Barra. Além de valorizar ainda mais a história do local, que passará a ser um importante point de destino para o turismo gastronômico, também haverá uma valorização muito grande dos imóveis de todo o entorno, que serão beneficiados com o projeto de organização que pode ser desenvolvido aqui”, explicou o arquiteto.

Para o secretário de Turismo de Cabo Frio, Radamés Muniz, “essa preocupação dos empresários em buscar uma visão profissional, através do Otavinho, só mostra o quanto o polo da Passagem está empenhado em transformar o local num ponto de turismo extremamente qualificado, atraindo um público de qualidade, gerando melhorias também para os moradores. E é exatamente essa a visão que buscamos, onde os empresários entendam que é preciso haver contrapartidas por parte deles também, tendo a Prefeitura como parceira, e não como agente financeiro, como sempre aconteceu”.

DestaqueNotíciasTurismo

gastronômicoordenamentoPassagemreunião

Comentários estão desabilitados.

FECHAR ACESSIBIILIDADE
%d blogueiros gostam disto: