Cabo Frio promove roda de conversa sobre autismo na segunda (20)

Encontro acontece na sede da Assistência Social, no Jardim Esperança, às 9h30

A Prefeitura de Cabo Frio promove na segunda-feira (20), a partir das 9h30, uma roda de conversa em alusão ao Dia do Orgulho Autista, celebrado em 18 de junho. A ação é organizada pela Superintendência de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência, vinculada à Secretaria de Assistência Social, e terá como tema “Descobri que meu filho é autista. O que fazer?”. O encontro será realizado na sede da Secretaria, no Jardim Esperança.

“O objetivo da data é mudar a visão negativa que a sociedade como um todo tem sobre o autista. A proposta é promover discussões que favoreçam a troca de sentido dessa condição de ‘doença’ para diferença. São pessoas que possuem características próprias, que lhes trazem desafios e recompensas únicas. Essa é a essência da data”, explicou Idalina Araújo, superintendente da Superintendência.

Segundo a representante, o autismo envolve atrasos, comprometimento do desenvolvimento, seja da linguagem ou do comportamento social, e os sintomas podem ser emocionais, cognitivos, motores e sensoriais.

A roda de conversa vai contar com a participação de profissionais, como a assistente social Raquel dos Santos Ricardo Simas, especializada em mediação escolar pelo Método Teacher, e mãe de dois meninos com transtorno do espectro autista (TEA).

Participam ainda a psicopedagoga institucional, clínica e neuropsicóloga educacional, Andreia Maria dos Santos, pós-graduada em autismo e em formação no método Análise Comportamental Aplicada, ABA na sigla em inglês.

Completam a roda de debates o psicólogo Edyflar Novaes de Oliveira, formado em Gestalt-Terapia pelo Instituto de Gestalt-Terapia da Região dos Lagos. A atividade será mediada pela superintendente Idalina Araújo.

VOCÊ CONHECE A SUPERINTENDÊNCIA PCD?

A Superintendência de Políticas Públicas das Pessoas com Deficiência de Cabo Frio foi criada em 2019 com objetivo de reunir iniciativas, conteúdo, ações e políticas públicas que colaborem para o desenvolvimento e a inclusão desta população.

É dever do Estado promover políticas públicas que tenham eficácia no bem-estar das pessoas com deficiência, que busquem valorizá-las como cidadãs, respeitando suas características e particularidades.

SERVIÇOS DA SUPERINTENDÊNCIA PARA A PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Cartão Ciptea – Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista
Os cartões devem ser solicitados através dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras) da área de abrangência do morador, que encaminha para a Superintendência onde são confeccionados. A retirada do cartão é feita no Cras onde foi feita a solicitação.

Para fazer o cadastro no Cras de solicitação do cartão é necessário apresentar duas fotos 3×4, duas cópias do RG, duas cópias do CPF, duas cópias do comprovante de residência, duas cópias do laudo médico contendo a informação CID-10 e dois exames de sangue que informem tipo sanguíneo e fator RH.

Cartão estacionamento

O cadastro é feito pela Superintendência e encaminhado para a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Segurança/JARI, localizada no núcleo da Assistência Social no Jardim Esperança, onde é confeccionado e entregue. É necessário apresentar duas fotos 3×4, duas cópias do RG, duas cópias do CPF, duas cópias do comprovante de residência, duas cópias do laudo médico contendo a informação CID-10.

Atendimento Itinerante
Plantão feito quinzenalmente na subprefeitura de Tamoios e na sede da Assistência Social, no Jardim Esperança, para receber as demandas e promover um melhor atendimento local.

Solicitação de Cadeira de rodas e tecnologia assistivas
A solicitação é feita pela Superintendência da Pessoa com Deficiência, que encaminha para a Secretaria Municipal de Saúde, onde é feita a autorização. É necessário apresentar duas cópias do RG, duas cópias do CPF, duas cópias do cartão SUS, duas cópias do comprovante de residência em nome do paciente. Se for casado pode ser no nome do cônjuge. Acima de 65 anos pode ser em nome de um parente e se for menor de idade e ou tutelados em nome dos pais ou do cuidador.

Assessoria e acompanhamento de processos na rede pública
Orientação e assessoria no que se refere a andamentos de processos judiciais, executivos e administrativos ao usuário PCD e familiares em situação de vulnerabilidade.

Intérprete de Libras
Acompanha a pessoa surda ou deficiente auditiva que faça uso da língua de libras mediante prévio agendamento na Superintendência da Pessoa com Deficiência.

Visita técnica
As visitas técnicas são instrumentos de verificação da acessibilidade conforme as normas técnicas da ABNT e outras. A visita é feita em conjunto com demais órgãos do governo, conforme programação municipal.

ONDE ENCONTRAR A SUPERINTENDÊNCIA

Endereços: Rua Florisbela Rosa da Penha, 292, no Braga, ou Rua Dimas Teixeira, 191, no Jardim Esperança.
Telefone: (22) 3199.9932 Ramal 214
Whatsapp: (22) 9 9988.4214
E-mail: pessoacomdeficiencia@cabofrio.rj.gov.br

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.