Praia do Peró, em Cabo Frio, terá novo hasteamento da Bandeira Azul

Solenidade acontece na próxima segunda-feira (12), às 10h, na orla da praia

A Praia do Peró, em Cabo Frio, será palco de uma nova cerimônia de hasteamento da Bandeira Azul, que será realizada pelo quinto ano consecutivo. A solenidade da premiação global dedicada ao reconhecimento da gestão sustentável de praias, marinas e embarcações de turismo, acontece na próxima segunda-feira (12), às 10h, na orla da praia.

Para ganhar o cobiçado certificado internacional, é preciso que as praias e marinas candidatas cumpram 34 critérios específicos de qualidade da água, como segurança, gestão, educação ambiental e serviços de turismo sustentável. Todos precisam ser comprovados anualmente para que a bandeira permaneça hasteada.

O resultado das avaliações feitas pelo Júri Internacional do Programa Bandeira Azul para a temporada 2022/2023 foi anunciado em outubro. O principal objetivo do selo é conscientizar a sociedade quanto à necessidade de proteger ambientes marinhos e costeiros, incentivando a realização de ações com foco em qualidade e proteção ambiental.

Ao longo dos anos, a Bandeira Azul tornou-se um rótulo ecológico altamente respeitado e reconhecido, trabalhando para reunir os setores de turismo e meio ambiente de maneira local, regional e internacional.

O certificado foi criado pela FEE (Foundation for Environmental Education), que é uma instituição internacional com diversos integrantes representando seus respectivos países. No Brasil, o Operador Nacional do programa é o IAR (Instituto Ambientes em Rede).

Últimas Notícias

NOTA EXPLICATIVA: Nesta página estão detalhados os lançamentos feitos em nome de ANDRE LUIZ NASCIMENTO VIEIRA E OUTROS, no Exercício de 2021 e MARLLON GOMES DA SILVA TEIXEIRA E OUTROS no Exercício de 2022, feitos de modo sumarizado.

Para consulta dos demais pagamentos de diárias clique aqui. Após informar o ano desejado selecione a opção DESPESAS > DIÁRIAS.

Observação: nos períodos anteriores à 2021 os pagamentos desta espécie eram realizados por meio de Processo Administrativo de adiantamento e prestação de contas por força do Decreto 3.297/2005