Prefeitura de Cabo Frio retoma projeto de implantação de Polo Regional de Beneficiamento Pesqueiro

Unidade atenderá vários municípios e vai fortalecer o comércio e as comunidades de pesca

Em breve Cabo Frio poderá ganhar um Polo Regional de Beneficiamento Pesqueiro, através do Projeto Pescarte, custeado pela Petrobras. A novidade foi anunciada durante reunião realizada nesta quinta-feira (29) no auditório da Prefeitura sob o comando do secretário adjunto de Planejamento e Estratégias das Relações Institucionais, Mirinho Braga, e do superintendente de Gestão e Planejamento Estratégico, Alessandro Teixeira. O vereador Alexandre da Colônia também esteve presente, assim como Geraldo Timóteo, coordenador do Projeto Pescarte.

No encontro, ficou definido que a Prefeitura enviará um ofício à União solicitando a cessão de um terreno existente na Gamboa para a Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), que é parceira da Petrobras no projeto. Um segundo espaço que pode ser utilizado fica no Guriri e também será solicitado ao Governo Federal.

O empreendimento será sediado no município cabo-friense, mas também atenderá os municípios de Armação dos Búzios, Rio das Ostras, Macaé, Quissamã, Campos dos Goytacazes, São João da Barra, Carapebus e São Francisco de Itabapoana.

O Projeto Pescarte tem como sua principal finalidade a criação de uma rede regional integrada por pescadores artesanais e seus familiares, buscando promover, fortalecer e aperfeiçoar a organização comunitária e qualificação profissional, bem como o envolvimento na construção participativa e na implementação de projetos de geração de trabalho e renda.

De acordo com Geraldo Timóteo, os benefícios para Cabo Frio e região vão além das ações que envolvem o cenário pesqueiro.

“Com esse projeto conseguiremos organizar os pescadores fortalecendo as associações e as entidades de pesca, e consequentemente, teremos o reconhecimento dos pescadores como atores socioeconômicos importantes para a região. A implantação das unidades de beneficiamento e produção vai integrá-los dentro da região de modo que eles descubram meios de fortalecer a própria categoria, que sofre de uma invisibilidade muito grande, sem reconhecimento da importância deles para a segurança alimentar”, disse Geraldo, lembrando que todas as atividades contam com orientação e execução por professores, pesquisadores e técnicos do Centro de Ciências do Homem da UENF.

O Polo Regional de Beneficiamento será composto por um entreposto pesqueiro na Gamboa, responsável por receber o pescado, que ficará aos cuidados de um frigorífico de médio porte. Também terá área de beneficiamento para cinco toneladas de pescado com duas linhas separadas para peixes e camarão, e uma área de estocagem de 120 toneladas de produto final. A estrutura visa potencializar a formação de estoque para que os pescadores tenham uma negociação melhor.

“O prefeito José Bonifácio solicitou que fizéssemos essa reunião para darmos andamento a esse processo e entender o que é preciso, por parte da Prefeitura de Cabo Frio, para que o processo evolua. Agora o ofício será enviado para a União com o pedido de cessão da área para a Universidade Estadual do Norte Fluminense”, destacou o secretário adjunto de Planejamento e Estratégias das Relações Institucionais, Mirinho Braga.

Últimas Notícias

Sua Denúncia foi enviada com sucesso

As informações foram  enviadas para seu e-mail.