Prefeito assina convênios com a Caixa para investimentos no Turismo

Nesta segunda-feira (5) Cabo Frio deu mais um passo importante rumo à melhoria dos serviços oferecidos aos turistas que chegam na cidade. Foram assinados dois importantes convênios que vão incrementar ainda mais o setor: um trata da construção de Centros de Atendimento ao Turista (CAT’s) e o outro da reforma do Terminal de Barcos de Passeio, no Canal do Itajuru.


SAIBA MAIS

Turismo negocia abertura de casas de câmbio aos domingos

Prefeitura anuncia planejamento do Carnaval 2018


Os convênios foram assinados pelo prefeito Marquinho Mendes e representantes da Caixa Econômica Federal. A ampliação dos CAT’s é uma demanda antiga do setor turístico. Além do CAT existente na rodoviária Alexis Novellino, outros quatro serão instaladas em diferentes pontos da cidade: Praça da Cidadania, Rua dos Biquínis, Peró e Tamoios.


“Os CAT’s são importantes para o relacionamento com o turista, principalmente para quem chega na cidade pela primeira vez. É uma demanda antiga do trade turístico e que poderemos contemplar com este investimento”, disse o prefeito Marquinho Mendes durante a assinatura dos convênios.


O outro convênio trata da reforma do Terminal de Barcos de Passeio, no Canal do Itajuru. A melhoria na estrutura vai possibilitar, por exemplo, que embarcações maiores cheguem a Cabo Frio, com mais passageiros, movimentando ainda mais a economia.


Segundo a coordenadora de Convênios da Prefeitura, Cláudia Magalhães, o próximo passo é a elaboração do plano de ação que será enviado para aprovação da Caixa, dando início ao processo licitatório.


Últimas Notícias

NOTA EXPLICATIVA: Nesta página estão detalhados os lançamentos feitos em nome de ANDRE LUIZ NASCIMENTO VIEIRA E OUTROS, no Exercício de 2021 e MARLLON GOMES DA SILVA TEIXEIRA E OUTROS no Exercício de 2022, feitos de modo sumarizado.

Para consulta dos demais pagamentos de diárias clique aqui. Após informar o ano desejado selecione a opção DESPESAS > DIÁRIAS.

Observação: nos períodos anteriores à 2021 os pagamentos desta espécie eram realizados por meio de Processo Administrativo de adiantamento e prestação de contas por força do Decreto 3.297/2005